contato@fonocare.com| (65) 3621-4440

A intervenção fonoaudiológica dentro das Unidades de Terapia Intensiva Neonatal, vem ganhando seu espaço e atualmente é considerada indispensável nas equipes interdisciplinares.
A primeira avaliação é realizada com o bebê ainda dentro da incubadora, são avaliadas a presença dos reflexos orais, força e ritmo da sucção, coordenação entre sucção- respiração e deglutição, condições do neonato em realizar a função de alimentação e qual meio será utilizado para tal, ou seja, se haverá estimulação oral pré e/ou peri gavagem ou se existe possibilidade de alimentação direta na mãe, enfatizando o estímulo ao aleitamento materno e complementação alimentar via oral com uso de copo.
Durante a intervenção são realizadas massagens extra-orais e estímulos intra-orais, estes tem como objetivo coordenar as funções do neonato, para que o mesmo consiga realizar alimentação segura e obter alta hospitalar com autonomia alimentar. Desde o início da internação na UTI neonatal, a conduta mais freqüente é o uso de sonda para o momento de alimentação até que o bebê tenha condições de iniciar a fonoterapia.

Fonte: PORTAL EDUCAÇÃO
http://www.portaleducacao.com.br/fonoaudiologia/artigos/9699/qual-o-papel-do-fonoaudiologo-dentro-da-uti-neonatal#ixzz3mPJ0iNOQ